CategoryAjuda

10 Dicas Rápidas para um Pequeno Negócio

Se trabalhas sozinho, ou numa empresa com 5, 10 ou 100 empregados, o truque é optimizar e capitalizar em oportunidades. Nenhuma empresa deve ser uma estrutura estática, deve ser flexível e com isso podes fazer um melhor uso dos seus recursos, com esta ideias aqui vão 10 dicas rápidas para concentrar um pequeno negócio:

  1. Mantém Contas em Dia : Muitas empresas, especialmente pequenas tem pouca ideia dos seus números diários, semanais e mensais e como tal vão gastar demasiado tempo para encontrar falhas ou modificar coisas que não estão a funcionar corretamente.
  2. Define Metas : Uma das coisas mais importantes é criar objetivos, que acabam por acarretar metas de sucesso, tanto do que se quer fazer, como o que se fez anteriormente.
  3. Marketing com pouco Orçamento : É fácil gastar dinheiro em marketing, mas dinheiro não é indicação de sucesso, começa por usar marketing com o mínimo orçamento possível e melhora a partir dai.
  4. Aprende a Apresentar o teu Negocio : Não só uma poderosa apresentação pode fazer a diferença entre ter um novo cliente ou não, mas quanto melhor for a tua ideia do negocio, melhor será a tua visão do futuro do negócio.
  5. Acompanha Tendências : Toma atenção ás mudanças de cenários globais, porque muitas industrias e mudanças em vários negócios ou economias pode ter um impacto no teu negócio, isto é uma ameaça mas também uma oportunidade.
  6. Vendas Astutas : As vendas são a base de quase qualquer negócio, mantém-te em cima e gere a tua equipa de vendas, quanto melhor equipadas e treinadas melhor as hipóteses do teu negocio.
  7. Encontra as Técnicas Básicas : Cada sector, mercado, negocio tende a ter as suas praticas e técnicas que foram adquiridas ao longo dos tempos e logo testadas e optimizadas, fazer uso dessas técnicas corta tempo e assegura pelo menos a paridade com concorrentes.
  8. Motiva os Funcionários : Não é só adquirir bons funcionários e talento, é manténs estes motivados de forma a manter mas sempre tender para elevar os níveis de desempenho.
  9. Conhece os teus Limites : Toda a gente e coisas tem limites e como tal é importante saber as tuas limitações e as do teu negocio, assim podes sempre fazer uso de outros conhecimentos e recursos para te encontrar formas de superar essas fraquezas.
  10. Usa o Teu Tempo Livre : Tudo tem limites e mesmo adorando um negocio é importante tirar uns tempos e separar do negocio isso não só ajuda a recarregar as baterias mas também a criar outras ideias e perspetivas que não terias se tiveres todos os dias a trabalhar.

Como Superar a Dificuldade para Começar!

Eu diria que a maioria das pessoas ficam presas quando chega a altura de passar para a próxima fase, de trabalhar no seu próprio negocio, o que é natural porque a a maioria das pessoas não seguem esse caminho, criar o seu negocio é um projeto difícil e cheio de armadilhas tanto no ambiente como pessoais, uma coisa que é preciso descobrir é se estás a correr para uma direcção que queres ou se estás a fugir de alguma coisa, tal como pensar que tendo um negocio, resolve-se os problemas na sua vida, algumas das desculpas que vão aparecer são:

  • Eu não tenho experiência suficiente para fazer isso
  • Eu não tenho dinheiro para isto
  • Não vai funcionar
  • Não sei falar com pessoas
  • O mercado está demasiado difícil para entrar
  • Vai demorar demasiado a ter lucro e eu preciso de pagar as minhas contas agora!

O truque, na medida em que existe um, é um pouco como crias qualquer coisa! Tens de gostar do que fazes, tens de de gastar tempo para trabalhar no que gostas, não pode ser opcional, é o que deves querer fazer porque sim! Pensar em boas ideias é uma boa coisa mas executar é que é o mais importante, só criando e experimentando é que podes saber!

Algo como criar metas, registar a companhia ate ao fim do mês, tornar rentável em 3 meses, impor resultados, especialmente auto-impostos é uma forma fantástica de motivação, especialmente com coisas novas existe maior risco e um medo do desconhecido, mas isso e perfeitamente normal, dai teres metas, objetivos e o desejo para superar esse sentimento e enfrentar o desconhecido armado com conhecimento e paixão.

E aí é que está a chave! pode ser óbvio, mas paixão, verdadeira paixão por o que se faz é a única forma de conseguires trabalhar quando estás cansado, de teres capacidade de persistir e de enfrentares o desafio com gosto e entusiasmo, estás a criar um negocio porque queres e porque é o que gostas de fazer.

Então que outras formas é que são boas para superar as dificuldades em começar novos projetos?

Pensamento Positivo

Um dos problemas e facetas de um bom empreendedor é ter pensamentos positivos, claro que só por ter uma atitude mais positiva não resolve magicamente todos os problemas, mas muitas vezes promove a resolução, visto que muita da nossa capacidade de raciocínio está ligada com as nossas emoções, emoções negativas tendem a sobrepor-se mais á nossa lógica que emoções positivas, o que torna isto difícil é que emoções negativas são mais fáceis de criar, como também é muito mais facil manter emoções negativas que positivas.

Então porque o pensamento positivo? Bem porque no geral ter uma perspetiva positiva do trabalho/problema tende a tornar o trabalho mais fácil, tende a evitar todas as armadilhas emocionais para escapar ao trabalho que fomentam a duvida e procrastinação, então que soluções é que podemos encontrar para fomentar o nosso pensamento positivo?

Ter Consciência!

Como quase tudo na vida se reconheceres e souberes qual é o problema, mais fácil se torna para o resolver, claro que no fundo isto não é um problema, somos todos diferentes e cada um tem a sua visão de si mesmo e do mundo, mas se tu criticas demasiado, se és negativo em relação a tudo, se entras demasiadas vezes em discussões e conflitos, então se calhar estás a distorcer demasiado o mundo para uma visão negativa, não pode ser tudo mau.

Mas da mesma maneira que podemos aprender uma nova língua ou aprender a jogar um novo jogo, todos nós temos a capacidade de aprender a ver as coisas de maneira diferente, de apreciar atos e pessoas que anteriormente não dava-mos importância, todos temos a capacidade de mudar, claro cada um á sua maneira mas podes sempre tirar uma pausa mental e pensar bem se a situação no momento é realmente assim tão má, se não existe alguma coisa positiva a tirar, aos poucos vais ver que começas a ver as coisas com diferentes olhos.

Novos Desafios!

Vamos sempre encontrar problemas e nem todos são positivos, ter de despedir pessoas, o trabalho não deu certo, estás esgotado e cansado, tens problemas familiares, etc etc, certas coisas vão ter sempre alguma coisa negativa, mas o teste aqui ou diria melhor o desafio é aceitar o que vem de mal e não deixar coisas negativas influenciarem a tua perspetiva, porque não existe coisa mais fácil que deixar coisas negativas deitarem-te abaixo e alimentarem a tua espiral de negatividade.

O desafio é relativizar, é ver coisas negativas como problemas que tu queres solucionar, nem todas as soluções vão ser ideais, mas pelo menos em vez de deixares o problema bloquear-te estás a usar o problema para te incentivar a encontrar uma solução, o que só te vai tornar mais forte cada vez que encontrares uma adversidade.

Liberta-te da Negatividade

Algumas vezes são outras pessoas a provocar os teus problemas e a fomentar a tua negatividade, então nada melhor que livrar-mos dessas pessoas hehehe, bem nem sempre isso é possível, mas se conheceres as fontes de negatividade, as pessoas que te rejeitam, que não te apoiam, que te ignoram, que te criticam, então podes sempre baixar a importância dessas pessoas para ti, especialmente quando as suas ações não acrescentam nada e não ajudam a resolver o problema em questão.

No entanto toma atenção que muitas vezes essas pessoas tem mais experiência que tu ou que podem estar a promover um ambiente negativo sem intenção, tens de interiorizar caso a caso se o que a outra pessoa diz tem relevo ou não, se tem! apreende a solução e dá o beneficio da duvida, se não, então ignora e passa á frente, toma atenção que isto requer experiência e equilíbrio, dizeres ao teu pai ou patrão que ele tem razão mas que não pode ser tão negativo, pode não ter bons resultados, nem toda a gente é como tu ^_^’

Tudo tem Solução!

Como disse em cima ter um pensamento positivo não quer dizer que resolva o quer que seja, e ao contrário do que disse, infelizmente nem tudo tem solução, mas fomentar o teu pensamento positivo anda muito á volta de acreditares que tudo tem solução, perfeita ou imperfeita, que qualquer curva e percalço na estrada da vida pode ser resolvido com um pouco de ingenuidade, paciência e força de vontade, porque no fundo é isso que todos queremos.

Então o que é que acham? Pensamento Positivo resolve tudo? ^_^’

Ultrapassa a tua Resistência para Trabalhar

Mesmo que tenhas uma personalidade e disciplina virada para o trabalho, vai sempre chegar uma altura em que vais encravar em alguma coisa, pode ser apenas um problema demasiado complicado ou algo que não gostes de fazer, são nessas alturas que a nossa parte irracional entra em cena e permite as nossas emoções bloquearam o que queremos fazer.

No entanto é tudo uma questão mental, somos nós que criarmos resistência onde não existe nada, e da mesma maneira que somos nós os nossos próprios inimigos, também só precisamos de nós que temos a capacidade para ultrapassar esses problemas, e muitas vezes só é preciso um pequeno ajuste mental e reconhecer a situação para o conseguir.

Divide o Problema – Se não consegues resolver o problema como um todo, dividir em parcelas mais pequenas, especialmente se puseres por escrito, ajuda a veres o trabalho de maneira diferente, já não é uma tarefa gigantesca, consegues ver o problema com uma nova perspetiva e torna-se muito mais fácil simplesmente trabalhar porque só tens tarefas simples para fazer, o que pode muitas vezes dissipar a resistência para começares a trabalhar.

Exemplo: Se puseres num papel que o teu objetivo é fazer um jogo de cartas para telemóveis, é um objetivo tão geral que pode bloquear todo o processo de criação, mas se tu puseres: tenho que arranjar uma ideia, descobrir a plataforma que quero usar, tenho que aprender a programar para telemóveis, tenho que arranjar os gráficos, tenho que lançar. Já tens algo em que podes trabalhar, o ideal seria depois dividir ainda mais! Para o ponto “arranjar ideia”, podes separar em 1) ver os jogos mais populares nos telemóveis, 2) ver que tipo de jogo que quero fazer, 3) arranjar um nome pequeno e fácil de decorar para o jogo, 4) perguntar aos meus amigos o que é que acham da ideia 5) … etc

Descobre o Próximo Passo – Não confundir com simplesmente o próximo passo a tomar, mas sim em descobrir qual o passo que se deve tomar, qual o caminho a seguir que faça sentido, qual o mais pequeno passo que podes tomar para começar a trabalhar, visto que muitas vezes é essa a resistência ao trabalho.

Exemplo: Se fizeres perguntas a ti mesmo…

ok! eu quero fazer frango assado…
posso fazer o frango agora? Não!
será que tenho os ingredientes? Não!
será que tenho a receita? Não!
posso procurar uma receita? Sim!

ok! tenho a receita…
posso fazer o frango agora? Não!
será que tenho os ingredientes? Não!
posso ir comprar os ingredientes? Sim!

ok! tenho os ingredientes e a receita….
posso fazer o frango agora? Sim!

Questionando qual o próximo passo lógico para se concretizara, esse encadeamento de ações é uma forma excelente de evitar grandes bloqueios e foca a tua atenção sempre no próximo passo e não no todo, logo que descobrires qual é o passo mais pequeno a cumprir, acabas por criar uma rotina poderosa para continuamente ir trabalhando nos problemas, mesmo quando estes possam parecer demasiado complicados ou fora da tua área de experiência.

Cria Limites de Tempo – Eu sei que estou sempre a chatear com o Pomodoro, mas qualquer forma de gestão de tempo tem sempre um efeito positivo para concretizares os teus objetivos, porque de certa maneira desloca o teu foco “do que tens de fazer” para “teres de fazer!”, tens esse tempo e nesse tempo alguma coisa tem de ser feita!

Essa forma de exteriorizar as tuas obrigações é universal (os teus pais, os teus professores, a policia), quantas vezes forças externas a nós nos impõem alguma ação, o mesmo se passa aqui onde o relógio e o tempo impõem uma obrigação externa para se trabalhar.

Descobre o que te Bloqueia – Mesmo que o mais comum é seres tu mesmo a bloquear o trabalho, por vezes não és! contemplares no que impede de trabalhar no que queres, onde esta a resistência pode ajudar-te a resolver o problema, coisas como muito barulho ou distrações onde estas a trabalhar, ou alguma coisa te anda a preocupar, ou tens demasiadas coisas para fazer ao mesmo tempo, ou medo de falhar ou se calhar no fundo nem queres fazer o que estás a fazer.

Tens de te distanciar e ver com outra perspetiva o que te impede de fazeres o que queres, porque a solução pode estar ai, ir trabalhar para um sitio calmo, criar prioridades com os amigos e com o trabalho, organizar a tua vida pessoal, podem fazer toda a diferença na tua produtividade.

Tudo na vida é uma questão de querer, se tu queres não existe nada que te possa impedir de fazer, claro que podes falhar ou não conseguires acabar, mas a expressão “querer é poder” é praticamente uma verdade universal e as ferramentas para superar o quer que seja que te impede de trabalhar estão e vão sempre estar na tua mão.

5 Coisas Que Podes Fazer Quando Falhares

Uh custa tanto falhar, mas se virmos bem, não existe dia que alguma coisa não corra mal, perfeição é acima de tudo uma questão de percepção, da mesma forma que insucesso não é um universo fechado onde tudo falhou, por vezes só uma coisa falhou ou alguma coisa não aconteceu como previsto, não quer dizer que tenha sido um insucesso.

Agora sem tentar soar a um livro de auto-ajuda, mesmo quando for um total insucesso, podes aprender algumas coisa, aqui vão algumas ideias do que podes fazer quando falhares:

  1. Compreende o que Falhou – Muitas vezes vais falhar porque não tens experiência com o assunto, mas se compreenderes e aprenderes com o que se passou e o que pode ter falhado inicialmente, ganhas a experiência e capacidade para não falhar da próxima vez.
  2. Fica Zangado! – Tem-se a visão que uma pessoa tem de se distanciar emocionalmente das suas falhas e insucessos, mas mais vale falhar, ficar zangado, triste, chorar, rir, o quer que seja preciso para desanuviar e tentar mais uma vez que nunca chegar a tentar.
  3. Só Falhas se não Voltares a Tentar – Da mesma maneira que quando deixas cair a faca com a manteiga, tu vais lavar a faca e voltas a tentar até barrares bem a tua torrada, a culpa não é tua, tu não és o insucesso, apenas ainda não descobriste a tua maneira de criar o sucesso.
  4. Relativiza a Situação – Nunca ouviste a expressão “respira fundo e conta até 10” ou “se fosse fácil toda a gente fazia o mesmo”, ter calma e re-avaliar a situação com outra mente, e talvez mudar a estratégia pode tornar esse insucesso em sucesso.
  5. O Insucesso é a Respostas do teu Mercado – No fundo tens de ver o insucesso como uma analise de mercado, são os comentários indiretos dos teus clientes em relação ao teu produto, Albert Einstein dizia “Insanidade é fazer a mesma coisa repetidamente esperando um resultado diferente”, tens de mudar se queres um resultado diferente!

A diferença entre sucesso e insucesso está muito na forma como lidas como o insucesso, não ganhas nada se desistires e olhar para o insucesso como uma coisa negativa, o caminho para o sucesso está sempre cheio de insucessos.

Apelar ao Medo / FUD

Apelar ao medo é uma técnica utilizada frequentemente em política social e marketing, a intenção é criar suporte a uma ideia através de deceção e propaganda, de forma a criar medo e preconceito em direção a uma coisa ou pessoa. O argumento que sustenta esta premissa tende a ser falso, isto é usa-se falácias para apelar mais á emoção que á lógica, visto que medo é um instinto básico que tende a criar sempre o mesmo género de resposta.

Também advém disso a sigla FUD (Fear, Uncertainty and Doubt = Medo, Incerteza e Duvida), o que normalmente significa alguém espalhar informação negativa (e tendencialmente vaga) sobre alguma coisa, está implícito na sigla que existe uma forma de coerção através de desinformação, o que empurra pessoas a fazerem escolhas emocionais. A origem do nome vêm da industria de material informático, mas hoje em dia é utilizado em diversos sectores, e como podem compreender é extremamente pouco ética.

Alguns exemplos de Apelo ao Medo / FUD:

  • Se continuas a comer assim, vais morrer como o teu avô.
  • Se não cooperas vais perder o teu emprego e viver na pobreza.
  • Votar nele é como votar nos terroristas.
  • Se mentires, nunca mais ninguém vai acreditar em ti.
  • Temos de atacar porque eles tem armas de destruição massiva.
  • Tens que atualizar o sistema já, porque senão ficas aberto a hackers.
  • Os teus concorrentes todos têm o sistema, tens de comprar senão vais falhar.
  • Não uses Linux, porque toda a gente utiliza Windows.

© 2019 Empregado na Internet

Por S2RUp ↑