Tagplaneamento

Formas de Continuares Produtivo Quando és o Patrão

Como empresários e empreendedores, tudo o que sempre quisemos foi ser os nossos próprios patrões, ironicamente muitos de nós não somos muito bons a gerir o nosso trabalho. Demasiadas coisas para fazer, pouco tempo, pressão, resultados e expectativas demasiado altas, não sabemos o que começar ou como acabar. Tudo é importante e priorizar o nosso próprio trabalho é complicado, o que dá em dias desperdiçados com muito trabalho e muita pouca coisa feita.

Eu já falei anteriormente em como gerir o teu tempo com Pomodoro, mas para tudo existem diferentes maneira de ser-se produtivo e organizar-se, toda a gente é diferente, o importante não é a maneira, mas estar organizado, arranjar um sistema que seja confortável para ti.

Dito isto, aqui vão mais umas boas dicas para te manteres produtivo!

Sabe o que tens de fazer Amanha, HOJE!

Tão simples quanto isso, antes de acabares um dia, passa em revista o que fizeste hoje e o que tens de fazer amanha, não só isso ajuda a criar um ponto de situação, mas também ajuda a mentalizar o que se vai fazer no dia seguinte, a mente já pode começar a antecipar vários passos, problemas que possam surgir, simplesmente porque já se sabe de ante-mão o que se vai trabalhar, como também quando chegar amanha não se vai ter de gastar tempo a planear, pode-se começar logo com o trabalho.

Separa as tuas Listas de Coisas a Fazer dos teus Projetos

Criar listas e pôr por escrito o que se tem de fazer é essencial para o planeamento, mas á que separar o que se tem de fazer individualmente, os passos, com o que se quer fazer no global, o projeto!

Queres-se que a lista de coisas a fazer sejam (relacionando com o Pomodoro), ações que se façam em poucos passos, algo objetivo e simples, que se consiga fazer em 30minutos ou 1hora, mais do que isso é preferível que seja sub-dividido, exemplos disso: Modificar o fundo do novo logo, fazer 2 artigos novos no blog, otimizar o css, etc

Os teus projetos, são os objetivos finais, são o que todos os pontos na lista acabam por criar, os projetos em si não devem fazer parte da lista de coisas a fazer, são 2 categorias que nunca devem estar juntas, muito também porque ambas requerem diferente tipo de pensamento e planeamento, um de pequenos passos simples e diretos, para um de abstração e pensar em como desenvolver e como queremos que fique o produto final.

Cria uma Lista para as Coisas que Não Sabes/Consegues

Porque isso acontece com frequência, ficarmos encalhados em algum problema ou assunto que não conseguimos resolver, por vezes o projeto em si é tão complexo que pode em certa medida paralisar o trabalho, é neste sentido que uma lista de coisas que não sabemos, ajuda!

Qualquer altura que fiques encalhado acrescenta o problema na lista, da mesma maneira como se fosse uma lista normal de coisas a fazer, isso cria não só uma listagem dos problemas, mas algo que podes resolver de outra forma, por estar em escrito podes ver padrões ou funcionalidade que não são necessárias, ou outras formas de resolver o problema, ou se necessário o empurrão para aprender ou procurar ajuda para resolver o problema.

Agenda Compromissos Contigo

Se existem certas ações que tem de ser feitas em alturas especificas sem falta, nada como usar o calendário e agenda um compromisso com o teu assunto. Isso pode não parecer tão relevante, mas a ação de criar um compromisso não só marca no calendário a importância do assunto mas cria e estimula a necessidade de cumprir essa ação.

Se está no calendário é prioridade e e para cumprir! Da mesma maneira que todas as outras coisas no calendário, podes usar isso para por exemplo, todos os dias acrescentar o objetivo do dia, ou a ação mais importante a realizar nesse dia, algo que tem de ser feito de qualquer maneira.

Usar a agenda cria também um diário simples do que foi feito e do que se vai fazer, o que ajuda bastante no planeamento e a seres mais eficiente enquanto trabalhas para ti.

Calcular Rapidamente a Viabilidade de um Negocio

Primeiro vamos ver isto bem, eu não estou a dar uma lição de planeamento estratégico, nem a substituir, aliás a única forma correta de ver a viabilidade de um negocio é com planeamento estratégico e um plano de negócios (coisas para artigos futuros…), não existe grande maneira de dar a volta a isso, aliás para se conseguir investidores ou empréstimos para um negocio ambas as coisas são essenciais.

Isto é mais um resumo rápido das noções do planeamento estratégico, saltando uns passos, e focando numa forma mais simples de avaliar um negocio, então quais são as 3 perguntas que o planeamento estratégico quer responder?

  1. O que é que fazemos?
  2. Para quem é que fazemos?
  3. Como é que somos os melhores?

Até aqui são simples questões, mas ao mesmo tempo fulcrais para um negocio, então como é que chegamos o mais rapidamente possível a respostas, aqui está o que eu faria, depois de ter uma boa ideia para um negocio…

  1. Concorrentes – Começar a procurar os potenciais concorrentes nesse mercado, ver o que fazem bem, como é que fazem, não necessariamente para imitar mas para saber o que explorar e o que evitar.
  2. Proveitos – Depois ver o quanto atraente é esse mercado (uma rápida analise de Porter não é uma má ideia), se o mercado ainda está aberto, se está a crescer, quais são as perspetivas de crescimento.
  3. Custos – Tentar identificar os custos, quanto é que custa começar, tentar encontrar especialmente os custos que estão fora do nosso controlo.
  4. Vantagens – Identificar a vantagem competitiva do nosso negocio, vamos produzir melhor, vamos ter um melhor preço, vamos inovar de uma forma que é difícil replicar, vamos ser mais rápidos, etc.

E já tá! bem nem por isso mas se tiveres números honestos e realistas, consegues rapidamente saber se vale a pena perseguir essa ideia e já tens uma resposta simplista para as 3 perguntas, assim podes saber se vale a pena gastar mais tempo e dinheiro a desenvolver um completo planeamento estratégico para o negocio.

© 2018 Empregado na Internet

Por S2RUp ↑