Tagorçamento

4 Coisas que os Pais deviam dizer aos Filhos sobre Dinheiro

  1. Cria um Orçamento!
    Simples e pratico conselho!, eu sei que ja disse isto antes, mas vale a pena repetir, não e preciso ser complicado, tem e de ser feito para funcionar contigo e ser honesto, põe de parte uma parte do orçamento para poupanças ou o teu fundo de emergência.
  2. Faz o que Gostas de Fazer!
    Um trabalho mal pago mas com boas perspetivas, muitas vezes pode acabar por ser melhor que um melhor trabalho mas com poucas perspetivas (tanto pessoais como financeiras), sem contar que um trabalho inferior e mais fácil de se desistir e procurar alguma coisa melhor.
  3. Evita a Ilusão do Dinheiro!
    Agora recebes um salário, tens mais dinheiro de bolso, a vida e boa…. humm sim!, mas tens de ter cuidado ao gastar o dinheiro, recebes mais podes ter a ilusão de começar a gastar mais do que tens capacidade de pagar, quanto mais resistires a vontade de esbanjar, melhor.
  4. Quanto Menos Gastas mais Coisas podes Fazer!
    Tao simples como isso, quanto mais tiveres, melhores decisoes podes fazer, podes mover.te para outro Pais ou mudar de emprego ou fazer decisoes de familia com muito maior liberdade e confiança.

Hehehe e quanto mais cedo… melhor!

Para de Gastar Dinheiro!

Ok, uma pessoa tem de gastar dinheiro, existem certas coisas que são inevitáveis, mas neste período que estamos a atravessar em Portugal, é bom lembrar de umas formas simples, eficazes e inteligentes de não gastar dinheiro, aqui vão 3:

  1. Cria um Orçamento!
    Ah que chatice um orçamento mensal (pessoal ou familiar)! Não, nem por isso, um orçamento não tem de necessariamente ser uma tabela complexa, um orçamento pode simplesmente ser uma folha com um lado as receitas e do outro lado as despesas, uma pessoa tem de experimentar com o que mais se adequa á sua necessidade, umas pessoas preferem muitos detalhes outras querem só uma visão global, mas de qualquer maneira criando um orçamento, ficas a saber para onde é que vai o dinheiro, onde podes e queres cortar, a única regra é estar de olho no orçamento e atualizar regularmente.
  2. Elimina Dividas e Créditos!
    Uma coisa boa de um orçamento é que se pode ver onde é que estão essas dividas e créditos, claro eu dizer não é a mesma coisa que conseguir, mas a ideia é esta, quando tens dinheiro para gastar/poupar/investir uma das formas mais simples e eficazes de rentabilizar esse dinheiro é pagando dividas, a conta é simples, para rentabilizar sem risco, como pôr o dinheiro a render no banco, o banco dá em juro 2 ou 3% líquidos, mas a divida tem normalmente juros muito superiores entre 5 a 25%, pagar a divida acaba por ser uma melhor e mais segura forma de investir.
  3. Arranja um Bom Banco!
    Então onde é que um banco vai ajudar a gerir melhor as finanças? Parece que tropeçar á porta de um banco cria logo uma nova taxa para os bancos cobrarem, no entanto nem todos os bancos são iguais, arranjar um banco que tenha um preçário mais simples, que não cubra taxas nos serviços mais usuais (manutenção da conta, transferências nacionais, cartões de credito, etc) vai tornar a sua vida muito mais simples, não se esqueça também que em Portugal os bancos preferem que seja o cliente a pedir, por isso peça ao seu banco para tirar essas taxas, se não tirar, pode sempre mudar (até para um banco fora de Portugal)!

Espero que estas dicas tenham sido úteis, ahhh e a ideia em Portugal da taxa de manutenção de uma conta é no mínimo ridícula, em Portugal é esperado que uma pessoa tenha de pagar para pôr dinheiro no banco, um serviço que hoje em dia é 100% automatizado! Não ature esses abusos dos bancos!

© 2018 Empregado na Internet

Por S2RUp ↑