Ok, esta ideia está em certa medida relacionada com o KISS, mas do ponto de vista de dados, hoje em dia temos discos enormes, linhas rapidas de internet, montes de recursos desde “hospedagem nas nuvens” (aka “cloud computing” ou melhor sistemas complexos armazenagem redundante de acesso facil), sincronização em tempo real de dados (dropbox/skydrive/google drive), mas lá porque temos muitos mais recursos disponiveis a preço baixo ou até gratis, não quer dizer que precisemos mesmo deles ou sejam uteis, eficientes ou inteligente para usar ao máximo.

Então menos é sempre mais? Sim! Quanto menos tiveres ou melhor quantos menos dados essenciais mantiveres, mais facil se torna manter esses dados protegidos, da mesma maneira que se tu tiveres pouca tralha, é sempre muito mais facil mudares de casa ou moveres as tuas coisas, se todos os teus dados essenciais são menos de 2GB, podes pôr tudo numa pen de flash, dropbox, na tua conta de gmail, se algum desastre acontece, é facil comprares um computador novo e pôr tudo como estava num instante.

Claro que não estou a dizer para não usares o teu disco de 2TB, ou que não vale a pena fazer backups do disco inteiro/”time machine”, não, isso deve ser sempre feito, mais que deves separar o que é essencial para o teu trabalho do que é secundário, para cada pessoa são diferentes os ficheiros essenciais, para mim são ficheiros dos meus sites, codigo, imagens originais que não posso viver sem, produtos digitais que comprei (codigo, desenhos, software), definições e software que utilizo diariamente, claro que tenho fotos da familia, wallpapers, musica, videos etc, e faço backups disso também, mas claramente se os perder não vão estragar o meu dia.

Só em comparação os meus dados essenciais são 12GB e isso porque eu tenho muitos sites e muitos graficos, mas eu faço o meu melhor para tentar manter-me por volta de 10gb, porque uma pen usb de 16gb custa menos de 20 euros, assim consigo ter backups tanto em disco/usb/online e o que quer que aconteça tenho sempre os meus dados guardados e flexibilidade/redundancia para poder trabalhar em qualquer plataforma.